fbpx

300 Empresas no Norte de Moçambique terão acesso a financiamento numa iniciativa do FTF-PRO

0
144

Em um esforço significativo para impulsionar o desenvolvimento económico na região norte de Moçambique, o programa FTF-PRO (Financiamento para Transformação Produtiva) está a promover o acesso a financiamento para 300 empresas. A iniciativa visa fortalecer a capacidade produtiva das empresas locais, fomentar a criação de empregos e estimular o crescimento económico sustentável.

O FTF-PRO, alinhado com as políticas de desenvolvimento industrial do País, tem como objectivos, facilitar o acesso a crédito para pequenas e médias empresas (PMEs) que enfrentam dificuldades para obter financiamento junto a instituições bancárias tradicionais, incentivar o crescimento das empresas locais, contribuindo para o desenvolvimento económico das províncias do norte de Moçambique, oferecer suporte técnico e capacitação para que as empresas possam gerir eficientemente os recursos obtidos e maximizar o impacto do financiamento.

O FTF-PRO representa uma iniciativa crucial para o fortalecimento económico do norte de Moçambique, promovendo o acesso a financiamento para empresas que são o motor do desenvolvimento local. Ao apoiar 300 empresas, o programa está criando as bases para um crescimento económico mais inclusivo e sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das comunidades envolvidas.

FTF Premier-Oholo (PRO), um projecto de 32,2 milhões de dólares implementados ao longo de 5 anos, com a colaboração conjunta da USAID e da SDC para os últimos 3,5 anos. O projecto FTF Premier-Oholo (PRO) trabalha com os actores do mercado local para aumentar a resiliência dos sistemas de mercado agrícola no Corredor de Nacala para absorver, adaptar e responder a choques externos climáticos, económicos e políticos; reduzir a pobreza e melhorar a segurança alimentar.

O Director do Projecto, Muhamad Hanif, citado pelo “AIM”, destacou a importância do evento para a promoção de um sistema de mercado mais inclusivo e ressaltou que a iniciativa visa criar novas oportunidades de crescimento e desenvolvimento para as micro, pequenas e médias empresas da região.

“Um dos principais desafios enfrentados pelas empresas na região norte é o acesso ao financiamento, por isso estamos com diversos parceiros do sector financeiro, banca comercial, instituições de micro finanças e provedores de serviços de desenvolvimento de negócios, que vão apoiar essa ligação entre as empresas e os serviços financeiros”, referiu.

O projecto PRO prevê ter um impacto em 112 mil pessoas, entre mulheres e jovens, nas suas pequenas, médias e grandes empresas, para que aumentem o seu rendimento e promovam um sistema de mercado mais competitivo, inclusivo e resiliente, para reduzir a pobreza e aumentar a segurança alimentar.

O programa espera gerar um impacto significativo nas comunidades locais, ajudando as empresas a expandirem suas operações e, consequentemente, aumentar a criação de empregos.

Melhorar a eficiência e a produtividade das empresas beneficiadas, tornando-as mais competitivas no mercado nacional e internacional.

Integrar mais empresas ao sistema financeiro formal, promovendo a inclusão e a estabilidade económica.

O FTF-PRO está direccionado para empresas de diversos sectores, incluindo, fortalecer cadeias produtivas agrícolas e promover a agro-indústria, apoiar empresas de comércio e serviços que desempenham um papel crucial na economia local, incentivar o desenvolvimento industrial, especialmente em sectores estratégicos para o crescimento económico.

O programa conta com a colaboração de várias entidades, incluindo, o Governo de Moçambique por meio de políticas de apoio ao desenvolvimento económico regional, Bancos e instituições de micro-finanças que atuam como parceiros na concessão de crédito, Organizações Não-Governamentais (ONGs) que oferecem suporte técnico e capacitação empresarial.

SUBSCREVA O.ECONÓMICO REPORT
Aceito que a minha informação pessoal seja transferida para MailChimp ( mais informação )
Subscreva O.Económico Report e fique a par do essencial e relevante sobre a dinâmica da economia e das empresas em Moçambique
Não gostamos de spam. O seu endereço de correio electrónico não será vendido ou partilhado com mais ninguém.

Comentários