fbpx

Moçambique é um País aberto ao Comércio, mostra Barómetro Comercial do Standard Bank

0
411

O Standard Bank lançou, sexta-feira, 17/11, em Maputo, o African Trade Barometer (SB ATB), mais um indicador, um índice trimestral, que fornece uma análise dinâmica e perspicaz, a volta da promoção e desenvolvimento do ecossistema comercial do continente africano.

A iniciativa tem como propósito criar um índice comercial do continente para suprir a lacuna de informações fiáveis sobre o sector do comércio, bem como apoiar e permitir o crescimento do comércio interno.

Bernardo Aparício, Administrador Delegado do Standard Bank, afirmou na ocasião da apresentação do SB ATB para Moçambique, que este “vem informar aos moçambicanos sobre as tendências do momento, as tendências sectoriais que permitirão identificar novas oportunidades de negócio quer em Moçambique, quer entre outras regiões da África e consequentemente promover o comércio entre países.

Com o SB ATB, pretende-se efectivamente preencher a falta de dados sobre o comércio em todo o continente africano, através de informações actualizadas de inquéritos sobre as opiniões das empresas no ambiente em que operam, o seu comportamento comercial, as actividades comerciais e as suas percepções sobre o comércio.  

O SB ATB que agora é lançado, em Moçambique,  já vai na sua terceira edição e abrange sete grandes categorias temáticas de dados com impacto no comércio, nomeadamente a abertura comercial, acesso ao financiamento, estabilidade macroeconómica, infra-estruturas, comércio externo, governação e economia e comportamento financeiro do comércio.

A presente e mais recente edição, incide as suas abordagens sobre 10 países, designadamente Angola, Gana, Quénia, Moçambique, Namíbia, Nigéria, África do Sul, Tanzânia, Uganda e Zâmbia.  

No que diz respeito a Moçambique, o documento aponta a melhoria do País na classificação geral do SB ATB, que passou da sexta posição, em Setembro de 2022, para a terceira. O índice de confiança das empresas moçambicanas melhorou com uma pontuação de 59, em Maio de 2023, um pouco acima da média de 58 para do SB ATB de 57, em Setembro de 2022.

“As condições macroeconómicas globais de Moçambique são médias, com perspectivas positivas, pelo que têm um impacto moderado na atractividade da sua capacidade de comércio”, argumenta o relatório.

O aumento do PIB e dos fluxos líquidos de Investimento Directo Estrangeiro (IDE) que recuperaram dos efeitos da pandemia, bem como a parte do comércio de mercadorias impulsionada pelo aumento das exportações em percentagem do PIB, têm igualmente um impacto positivo na atractividade da capacidade de comércio. 

Por outro lado, as taxas de juro relativamente elevadas de Moçambique para conter o aumento da inflação interna devido à inflação global resultante da invasão da Ucrânia pela Rússia tiveram um impacto negativo na atractividade desta capacidade de comércio.

O País enfrenta ainda, como desafio, uma situação de infra-estruturas deficitárias, constatado pelas empresas inquiridas, que consideraram este factor como um obstáculo às suas operações. O fornecimento de energia eléctrica e o estado das estradas continuam a ser o aspecto com pior percepção no País.

Portanto, o Standard Bank, sendo o maior banco de África, presente em mais de 20 países, aproveita a sua presença e experiência em todo o continente para tentar suprir as limitações de informação existentes nos mercados africanos através da criação do indicador. 

SUBSCREVA O.ECONÓMICO REPORT
Aceito que a minha informação pessoal seja transferida para MailChimp ( mais informação )
Subscreva O.Económico Report e fique a par do essencial e relevante sobre a dinâmica da economia e das empresas em Moçambique
Não gostamos de spam. O seu endereço de correio electrónico não será vendido ou partilhado com mais ninguém.

Comentários