fbpx

O caminho do desenvolvimento sustentável de Moçambique passa pela implementação bem-sucedida de reformas estruturais– Max Tonela.

0
557

Falando no seminário organizado pelo FMI, realizado quinta-feira, 16/11, em Maputo, para discutir os recentes desenvolvimentos da economia moçambicana, o Ministro da Economia e Finanças, Max Tonela, destacou o facto de, nos manos mais recentes, o desempenho da economia moçambicana estar a ser afectado por sucessivos choques internos e externos, que “condicionam o ritmo de crescimento e que coloca uma forte pressão aos já complexos desafios existentes na gestão das finanças públicas”. 

Disse que perante esse quadro, a resposta do Governo tem sido através de iniciativas de reformas visando a melhoria da estabilidade macroeconómica, a promoção do crescimento inclusivo e robusto a médio e longo prazo e o reforço da governação, transparência, ao mesmo tempo que busca criar melhores condições para dinamizar o investimento privado.

Disse Max Tonela que os indicadores macroeconômicos mais recentes indicam a economia moçambicana “está a apresentar uma forte tendência de recuperação atingido um crescimento da ordem de 4.1% em 2022, projectando-se para este ano nível de crescimento a volta dos 6%”. 

Ministro da Economia e Finanças, Max Tonela

“As perspectivas de médio prazo são positivas, mas sujeito a vários riscos, sobretudo devido aos desafios associados a acção terrorista no norte de Cabo Delgado, aos desastres naturais causados pelas mudanças climáticas que põem pressão sobre o espaço fiscal e o nível de endividamento do país”. Acrescentou.

É por isso que para Max Tonela, “é importante que se continue a aprofundar reformas com destaque para a melhoria da estabilidade macroeconómica, o reforço da governação, melhoria da transparência e da gestão da dívida pública, “para que possamos estar em melhores condições de gerir riscos e fazer face aos desafios existentes”.

Na prossecução do desiderato, o Ministro considerou importante a assistência técnica e o apoio dos parceiros de cooperação em uma série de reformas das finanças públicas.

“Agradecemos sinceramente pela parceria e comprometemo-nos a fortalecer ainda mais essa cooperação em prol do progresso duradouro de nosso País”, afirmou Max Tonela

 

Agradeceu por isso, todo o apoio e disse: “fico muito satisfeito por termos essa oportunidade hoje de conversarmos e revermos em mais detalhe alguns exemplos dessa parceria”.

Sobre o seminário de a entender a relevância do mesmo na medida em que considerou que a realização do mesmo “trará novas ideias, propostas, visões e linhas de orientação para a acção futura que irá permitir uma melhoria do desempenho da economia”.

SUBSCREVA O.ECONÓMICO REPORT
Aceito que a minha informação pessoal seja transferida para MailChimp ( mais informação )
Subscreva O.Económico Report e fique a par do essencial e relevante sobre a dinâmica da economia e das empresas em Moçambique
Não gostamos de spam. O seu endereço de correio electrónico não será vendido ou partilhado com mais ninguém.

Comentários