fbpx

A Saipem concordou em reiniciar o projecto de gás natural liquefeito (LNG) em Moçambique para a TotalEnergies (TTEF.PA) em Julho, disse nesta terça-feira, 28/02, o Presidente-Executivo do grupo italiano de energia, citado pela agência Reuters.

O contrato tem valor de 3,5 biliões de euros (US$ 3,72 biliões de dólares) para o grupo italiano.

“Esperamos reiniciar gradualmente o projecto (Moçambique), de acordo com a informação recebida pelos nossos clientes, a partir de Julho deste ano”, disse o CEO da Saipem, Alessandro Puliti, numa cerimonia de apresentação dos resultados da empressa referente a 2022.

Puliti disse que a Saipem não tem informação directa sobre a situação de direitos humanos e segurança na província de Cabo Delgato, onde o projecto será localizado.

No início deste mês, a TotalEnergies encarregou Jean-Christophe Rufin, especialista em acção humanitária e direitos humanos, de realizar uma missão independente para avaliar a situação humanitária na Província antes de tomar uma decisão sobre o reinício das operações.

“Não temos visibilidade directa sobre o relatório sobre direitos humanos, mas concordamos com a Total sobre o reinício em Julho… isso implica que nosso cliente está confiante para resolver possíveis questões pendentes até essa data”, disse Puliti.

SUBSCREVA O.ECONÓMICO REPORT
Aceito que a minha informação pessoal seja transferida para MailChimp ( mais informação )
Subscreva O.Económico Report e fique a par do essencial e relevante sobre a dinâmica da economia e das empresas em Moçambique
Não gostamos de spam. O seu endereço de correio electrónico não será vendido ou partilhado com mais ninguém.

Comentários